13 outubro 2019

UMA CAIXINHA DE MARAVILHAS



No Dia das Crianças, falhei ao tentar encontrar uma foto minha naquela fase da vida. Fui então vasculhar a memória em busca de brincadeiras que me faziam feliz enquanto menina. A lembrança que me vem mais forte é a de ir a uma pracinha perto de casa com o meu pai. Só eu e ele. Ele levava um jornal ou uma revista. Eu levava uma caixinha para guardar novos exemplares para a minha coleção de sementes de maravilha.

Hoje, quando pesquiso "sementes de maravilha", não encontro nada parecido com as sementes que eu colecionava. Certamente, este não era o nome correto daquilo que eu colhia no chão da pracinha, mas compreendo como era incrível para aquela menina, nos seus 7 ou 8 anos, colecionar "maravilhas" dentro de uma caixinha. Talvez, por isso, esta recordação tão forte. Então, perdoem a falta de precisão no detalhamento botânico do que realmente eram aquelas sementes.

A praça não era tão grande e a atividade não era muito intensa. Meu pai ficava ali sentado em um dos bancos, comentando comigo sobre o que lia. Tentava transformar matérias sobre política, comportamento ou saúde em algo minimamente compreensível para uma menina daquela idade. Eu, vez ou outra, corria para mostrar a ele uma semente com um detalhe diferente - uma mancha mais avermelhada, ou mais esverdeada, ou ainda um exemplar de tamanho surpreendente. E eu tecia teses elaboradas sobre o que poderia causar as diferenciações entre elas. Na minha ingenuidade, eu também ensinava coisas novas para o meu pai.

Ali ficávamos horas, debaixo da sombra das árvores, sentindo o vento fresco do domingo, com nossos interesses tão distintos, mas tão unidos por aquela vontade de simplesmente estar juntos e aprender juntos. Ele, buscando se informar sobre o mundo através daqueles papeis e eu, aumentando meus conhecimentos botânicos sobre as sementes de maravilha. Mas juntos, e tentando, a todo tempo, compartilhar um pouco, um com o outro, sobre o que aprendíamos com aquelas nossas atividades.

Tenho até hoje este entusiasmo com pessoas de interesses diferentes dos meus. A vontade de aprender coisas novas com o simples convívio, quando o único interesse comum seja realizar trabalhos que se complementam, ou simplesmente aproveitar a sombra das árvores. Tomar alguns copos de cervejas num bar, ou algumas xícaras num café. Embora, na vida adulta, não seja tão fácil encontrar pessoas dispostas a enxergar aprendizado nas diferenças.

Ao reviver de longe esta lembrança da infância, olhando as árvores de uma outra praça, distante mais de 3,5mil km da que eu frequentava com o meu pai, fiquei me perguntando em que momento da vida aprendemos a nos agrupar só com os iguais. A olhar o outro e classificar, sem raciocinar muito sobre tudo o que isto implica. Em que momento trocamos o escutar curioso por conhecer pelo olhar seletivo do "este, aqui, não cabe".

Aquele hábito com o meu pai me ensinou que há sempre aprendizados escondidos nas relações que podem ocorrer entre as pessoas. Não importa quão distintos sejam os seus interesses. Contanto que elas estejam dispostas a dialogar, a se surpreender, a duvidar das suas certezas, a compartilhar, a aprender. Sigo com essa vontade de acolher o diferente, porque sei que cada ser humano pode ser uma caixinha de maravilhas.

Sei que nem sempre serei acolhida por aqueles com quem eu ache que poderia aprender algo novo. Como tantas vezes já aconteceu. Mas cuido para que isto não acabe com a minha vontade de encontrar aprendizado no outro, porque sei que está aí um pouquinho da beleza da vida.  E eu estou disposta a tentar e tentar.

25 fevereiro 2019

SEGUNDA INSPIRADA: MAKES DE CARNAVAL


Ooooi, tudo certinho?

Muito provavelmente o único bloco em que eu vou sair nesse Carnaval vai ser o Unidos do Netflix eheh!, mas sabe que eu amo ter uma desculpa para pirar um pouco na maquiagem? Nem que seja só para me divertir fazendo vídeo para vocês. Por isso, reuni aqui algumas inspirações para experimentar nesse Carnaval 2019, para você que vai cair na folia. A ideia aqui são makes bem divertidas, mas também fáceis de fazer.


BRILHO

Se você gosta de brilhar, este é o seu momento! Hoje entrou lá no canal uma make cheia de brilho (clique pra ver o passo a passo). Glitter nos olhos e sardas luminosas. Fiz junto com a Tássila da Syrena Store que é super parceira lá do canal. A make tem várias dicas de produtos baratinhos e fizemos a make dos olhos com a mesma paleta, o que mostra que a pigmentação funciona para nossos diferentes tons de pele.
 
Veja aqui outras inspirações lindas de make com brilho. Essas encontrei lá no Pinterest.


Veja que efeito incrível desse brilho no canto interno dos olhos indo até a sobrancelha e no canto externo da parte inferior dos olhos!!! As cores complementares escolhidas para a make também deram todo um efeito especial.

NEON
Bora  pirar na make neon!!! Gosto dessas cores, porque não precisa muito esforço para ter uma make muito festiva. Um delineadão e já temos um visual maravilhoso. E que tal um degradê neon na boca?!


GIRASSOL
Essa flor é tendência confirmada, né não?! Esse já era um tema que eu queria no meu carnaval por causa de um filme fofinho-água-com-açúcar-adolescente que vi na Netflix: Sierra is a loser, vocês viram?  Gosto da make com amarelo, que inclusive é super usável na vida real, e os girassóis no cabelo. Coisa linda que fica em pele negra! E para quem quer um efeito mais diferentão, olha esses postiços com pétalas de girassol!!!



BOWIE
O famoso raio do David Bowie é uma das makes mais emblemáticas da história. Que tal experimentar em cores diferentes!

GATO OU LEÃO
Apaixonada por gatos que sou, fazer uma make felina é algo que certamente vai me divertir muito. Gostei muito do detalhe na sobrancelha dessa da foto. E quem sabe podemos evoluir para um leão? A juba aqui já tenho. Ehehe!

Gostariam de ver alguma dessas makes lá no canal? Conta aí!

Bjinhos,

Márcia Pacheco

19 fevereiro 2019

EDITORIAL ORIGEM


Cor é luz. É mágico imaginar que misturando as cores primárias - azul, amarelo e vermelho - temos um tom de marrom. Acrescente um pouco de branco, ou um pouco de preto, quantos tons de pele? Este editorial celebra todos esses tons e como viajamos profundamente às nossas origens para transformá-los em luz! Fotografamos num lugar que vibra energia boa, uma casa em obras, uma novidade linda que está chegando a Bagé, numa reforma que mergulhou fundo na origem do imóvel para preservar sua essência.
Um viva às mudanças que nos melhoram por nos aproximar de quem realmente somos!

Fotografia e produção: @gikraemer 
Styling por @casadepaete e @dieguinhorosa_
Maquiagem: @anapaulavel
Modelos: @casadepaete e @hyrathemanifest 
Looks: @strelitzastore @oficial_medianeira
Agradecimento: @rolila e @helenautribas

Blazer, shorts e top Canal Concept para Strelitza
Camisa Von Der Völke, bermuda Hering, tênis Converse
Blusa e Saia Farm para Strelitza, Espadrilhe Arezzo, Lingerie Marisa
Camisa Fors, Calça Hering para Medianeira, tênis Converse
Camiseta Canal Concept, Calça Farm, Sandálias e bolsa Schutz, tudo Strelitza
Publiquei ontem as fotos oficiais deste editorial no meu IG (clique aqui para ver) e foram tantos comentários positivos, tanta repercussão boa, tanto carinho, que isso me encheu de gás para fazer algo que há algum tempo ensaiava: voltar com o blog. E aqui eu só prometo ser inteiramente coração! Um lugar para trocarmos dicas de moda, beleza e estilo, com aquele olhar especial para a autoestima, e também dividir medos, pensamentos, sentimentos e nos ajudar a crescer. Vamos juntxs?