31 julho 2014

Transição: numa onda natural

Já contei aqui que estou no Rehab, né?! Larguei a química de alisamento há um ano e estou deixando o meu cabelo natural crescer. Passando pela famosa e temida transição capilar. Para quem alisou com química, voltar a ter cachos é uma coisa nada simples. Requer dedicação, disciplina, coragem, autoconhecimento e, principalmente, paciência. Mas assim: muuuuuita paciência. O bacana é que não há só um caminho para voltar ao cabelo natural. Na tentativa de ajudar ou encorajar quem está pensando em voltar ao cabelo natural, conversei com três meninas que optaram por métodos diferentes pra chegar lá - e conto como está indo a minha experiência também: MEGA HAIR: Letícia Martins, sergipana do blog Preta Pretinha, já variou muito quando o assunto é o cabelo. Já usou liso, curtinho e com franja. Já usou tranças. E, agora, usa um supercacheado lindo de viver. Para chegar ao comprimento desejado, ela optou pelo Mega Hair.
CANSEI DO LISO "Enquanto eu usava ele liso, eu sempre escovava o cabelo em casa (na verdade minha mãe quebrava esse galho). Até que chegou um dia em que ela disse que não iria mais escovar meu cabelo. Fiquei desesperada! Tive que aprender a escovar e durante um bom tempo eu mesma que cuidava do meu cabelo. Era muito cansativo, era toda semana umas 2 a 3 vezes dando escova, eu realmente estava de saco cheio dessa rotina.  
AS TRANÇAS "Foi aí que as tranças entraram na minha vida. Comecei a usar, mas não como uma forma de transição, foi mesmo pela praticidade afinal eu tinha me livrado da escova. Dormia e acordava pronta. Podia ir a praia, piscina... a qualquer lugar sem me preocupar. Usei trança durante 1 ano e meio. Foi nesse período que eu decidi que não iria mais alisar o cabelo.
A TRANSIÇÃO "Essa fase é sempre muito difícil. Minha transição foi meio sem querer. A única coisa que queria era não alisar mais o cabelo. Optei por usar tranças para não ficar daquele jeito: raiz toda crespa e o resto do cabelo alisado. Todas as vezes que eu fazia a manutenção das tranças, eu cortava meu cabelo onde tinha química. Foi bem difícil, o cabelo natural não estava bonito, não ficava como eu queria. Cheguei a desistir e resolvi alisar. Ou seja, todo aquele tempo sem química em vão. Comecei do zero novamente, e hoje eu estou em transição novamente e optei pelo Mega Hair para dar mais volume e chegar ao comprimento que eu queria.

PRODUTOS AMADOS "Não fui fiel com um produto só, mas o que salvou a minha vida foram as hidratações, muitas e muitas com diversas marcas: Bioextratus, Novex, Bothanic Hair, Afro, Niely Gold e todas as que contém tutano e argan. SENSAÇÃO CACHEADA "Sabe aquela frase "Em terra de chapinha, quem tem cachos é rainha?" , eu me senti exatamente assim. Recebo muitos elogios. Não tem como você não se sentir menos do que uma rainha. É uma delícia e sem contar que a autoestima vai lá pra cima! Depois que entrei para o time das cacheadas/crespas sou outra Letícia, uma Letícia que se acha a pessoa mais linda do mundo. Hoje tudo que eu visto, eu acho que está ótimo só pelo fato do meu cabelo assim. Não tem tempo ruim com o black hhahahhahahah!

TEXTURIZANDO O ALISADO: Taísa Arruda alisou o cabelo por quase 10 anos. Mudou de cidade, ficou longe do cabeleireiro do coração e bateu o medo de alisar e estragar os fios. Nesse meio tempo pensou: por que não voltar aos meus cachos? Pesquisou, pesquisou, pesquisou. Aprendeu a cuidar dos seus cachos e esse amor pelo cabelo virou a sua nova profissão.
CANSEI DO LISO "A decisão veio a partir do momento que fui morar em SP (Taísa é de Porto Velho-RO) para fazer minha pós-graduação e não encontrei salão (próximo da minha então casa) que utilizasse o mesmo produto alisante que apliquei no cabelo por anos. Fiquei com medo de ficar careca. Eu alisei por quase 10 anos. A motivação para isso foi a escola (era muito 'zuada') e também a dificuldade em saber cuidar do cabelo cacheado.
TRANSIÇÃO "Por causa da transição, eu optei por penteados, faixas, tranças... Não cheguei a fazer o big chop (grande corte - tirar todo o alisado), porque consegui ao menos ondular a parte alisada. É muito sofrida essa fase. Eu testei todos os produtos que você possa imaginar. Acho que já assisti ao menos 70% de vídeos sobre o assunto que estão disponíveis na internet e o site da Anvisa está nos meus favoritos, por causa das composições dos produtos.  
PRODUTO AMADO "A linha Devacurl salvou minha vida e me deu a sensação de ter meus cachos de volta, Após tantas tentativas de produtos. Percebi que meus cachos estavam voltando quando a diferença entre a parte alisada e a raiz estava se igualando. É a melhor sensação que pode existir, para aquelas que buscam voltar com os cachos, depois de tantas mudanças. O volume passa a ser prioridade e definição, uma consequência das hidratações semanais.


CHEGA DE LISO "Sinceramente não me vejo mais de cabelo liso. Eu deveria ter o conhecimento que possuo hoje desde sempre, pois dessa forma nunca teria alisado. Eu me sinto mais mulher, segura e sexy com meus cachos e recebo muitos elogios sinceros de homens e mulheres. Hoje me dedico 100% aos cabelos cacheados. Vivo deles, pois mudei minha carreira profissional por causa dos cachinhos e não me arrependo por um segundo. Sou muito feliz, porque sei que estou ajudando as pessoas a se aceitarem e não apenas a mudar o visual. BIG CHOP: Pri Teles fez progressiva durante um ano. Ela sempre teve o cabelo bem enroladinho, mas não sabia cuidar. Aos 18 anos, Pri fez um curso de comissária de bordo e a empresa pediu para manter o cabelo perfeitamente preso, sem nenhum frizz. Foi por isso que ela decidiu pela progressiva. ALISEI “Como eu não curtia tanto o meu cabelo ondulado, achei muito mais prático alisar de uma vez”, conta Pri. Ela não seguiu carreira de comissária e logo se arrependeu da decisão de alisar. A última progressiva dela foi em agosto de 2012.
BIG CHOP "Seis meses depois, em fevereiro de 2013, fui com uma amiga ao salão e, de repente, decidi cortar também. Fiz o Big Chop (grande corte - tirar todo o alisado) e nem senti. Eu nem sabia que já estava aparecendo o cabelo enroladinho, mas cheguei na cabeleireira e pedi pra ela tirar toda a química”. A franja ainda ficou com química, mas logo logo ela mesma cortou em casa.
PRODUTO AMADO "Eu uso a linha da Pantene para cabelos cacheados e amo!"


TRUQUES PRO CABELO CURTINHO "Para arrumar o cabelo curtinho, eu usava flores e fitinhas de cetim. Depois de cortar, como não sabia cuidar direito do cabelo, ainda fazia escova nele curtinho de vez em quando. Depois conheci os vídeos da Raiza Nicácio e aprendi dicas para deixar o cabelo cacheado lindo!

CORTANDO AOS POUCOS Eu decidi voltar ao meu cabelo natural da maneira que requer mais paciência: cortando pouco a pouco, até tirar todo o cabelo alisado. Não é fácil, mas não é impossível!  
CANSEI DO LISO "Minha decisão de deixar de alisar foi parecida com a da Taísa. Depois que mudei pro Rio Grande do Sul, não encontrei nenhum salão que usasse os produtos alisantes que eu usava com o meu antigo cabeleireiro (amado Diego, saudadeees). Com medo de alisar e estragar o cabelo, fui deixando o natural crescer. E me perguntei: Por que não?! Comecei a pesquisar sobre transição e me dei conta de que eu não lembrava como era a estrutura original do meu cabelo. Alisava há 15 anos! Vi que tinha alguma coisa errada aí. Decidi parar de alisar.
FASE MAIS DIFÍCIL "A fase mais difícil foi quando cheguei ao quinto mês sem química. Tinha mais ou menos três dedos de cabelo natural e o resto do comprimento muito liso. As duas texturas, na proporção que estava, não conseguiam coexistir. Não escovar era impossível e, mesmo escovado, o cabelo ficava bem estranho. Foi aí que assisti a um vídeo da Rayza Nicácio contando que ela usava uma química leve para deixar o cabelo "mais prático". Eu estava bem impaciente com a situação e resolvi tentar este produto pensando o seguinte: "Se tudo der errado, eu passo a máquina"! ahahahahah Ainda bem que deu certo. O cabelo ficou mais fácil de cuidar e de conviver com a ponta muito lisa, mas não perdeu os cachos. Algumas partes alisaram mais do que eu gostaria, então não recorri outra vez a essa alternativa. No entanto, esta etapa foi primordial para a coisa toda estar dando certo!
CURTO COM VOLUME "Desde que parei com a química, já cortei o cabelo duas vezes, para eliminar partes alisadas. A parte de trás do cabelo já está quase toda natural, como aparece na foto 3 - cachinhooooos! Meu atual corte facilitou muito a convivência das duas texturas do cabelo. Cortei na altura do ombro, todo reto - sem camada, sem franja. Uma vez por semana, faço escova e deixo ondulado com babyliss. O corte curtinho, ondulado, fica bacana com o volume. O lisão da foto 1 já fica impossível. Então, para quem decidiu ir cortando aos poucos, a minha dica é: opte por corte e penteados que fiquem bonitos com o cabelo volumoso.
PRODUTOS AMADOS: "Durante a semana, eu trato o meu cabelo como se fosse já todo cacheado. Uma pena que ainda não fica bonito solto, por causa da parte da frente, que tem muuuuito cabelo alisado ainda. Uso a linha DevaCurl que a Taísa citou e outros produtos específicos para cabelo cacheado. Faço muuuuuitas hidratações e reconstruções. Tudo para levar o meu cabelo a definir os cachinhos. [Estou aprendendo a lidar com corte de sulfato e silicones não solúveis em água (técnicas No Poo), mas isso é assunto pra outro post]. E uma vez por semana, geralmente no fim de semana, eu faço escova e babyliss.   
Eu uso a linha Healing Smooth, da L'Anza - dica do Diego Leão. Os produtos protegem os cabelos cacheados dos danos causados pelo calor do secador e do babyliss e tem agentes que mantêm a parte cacheada do cabelo lisa por mais tempo. Pra essa fase de convivência de duas texturas, essa linha ajuda demais!

"Primeiro de tudo: quem quer passar pela transição tem que ter muita paciência, pois esse processo não é fácil e nem rápido, tendo em vista que um cabelo saudável cresce 1,27cm por mês. O que recomendo para quem quer conviver com as duas texturas são leave-in's que atuam como "relaxamento temporário" (é o caso da linha Healing Smooth, da L'Anza). Eles têm alto poder de alisamento, ativado com o calor do secador, o que prolonga o efeito da escova mesmo sem química. Porém, esse efeito só aparecerá com o cabelo escovado. Lavado, ele volta ao normal. Para as que não são tão desprendidas das madeixas com mais comprimento, oriento que esperem que a raiz com cabelo novo atinja a altura da nuca. A partir dai já dá pra se ter algumas variações de corte nesse comprimento. Para as que não são tão apegadas aos cabelos, podem aderir ao estilo "joãozinho". Isso vai depender do estilo, preferência e paciência de cada uma. Para quem reclama que o cabelo demora a crescer, não recomendo tranças e apliques, pois acredito que quanto mais livre deixarmos os cabelos, mais rápido e saudáveis eles crescerão.", Diego Leão.

0 comentários:

Postar um comentário

Quero saber o que você achou deste post. Sua opinião é importante!