26 setembro 2011

Jardins ambientes III: Laranja e pink no decor

 

Laranja e pink. Nessa onda de color blocking, esta combinação está mais que em alta. As cores são amigas, têm o mesmo fundo vermelho, e, por isso, conversam tão bem. E não apenas na hora de vestir, mas na decoração também. É o que mostra Wesley Lemos, em sua sala de almoço, na mostra Jardins Ambientes.



O ambiente homenageia Seu Jorge e foi inspirado na canção Dia de Comemorar. Nesse clima de “Pode chegar, pode sentar, pode comer, pode beber. Vem sacudir, vem balançar, vamos cantar. Tá em casa, tudo certo. Pode relaxar!”, a combinação de cores convida, abre o apetite, desperta a vontade de bate-papo. Tudo pronto para um almoço mais que animado. O ritmo envolvente de Seu Jorge é traduzido em formas, mistura de materiais e cores vibrantes por Wesley Lemos. “Estes matizes refletem a energia do nosso verão e a vibração do artista e da nossa música”, pontua o arquiteto.


 A mesa (Mesa de Jantar ED, designer Tarin) branca e brilhante, conversa com as cadeiras em off white e cria um contraponto com os aparadores, de um lado, de madeira (foto acima); do outro, de vidro (aparador Plana, designer Jacqueline Terpis - foto abaixo) – mostrando que é possível utilizar diferentes materiais nas peças que compõem a sala de jantar sem ficar over ou desconexo.


Para balancear os tons intensos da parede e dos acessórios, os tons neutros foram trabalhados no mobiliário, saindo do branco total para o off White, passando pela madeira e pelo vidro. “Seguindo esta linha, é possível criar um espaço agradável, descontraído, que tem tudo a ver com a energia do nosso verão”, sugere.

 O aparelho de jantar colorido é bem divertido. As estampas dos guardanapos em xadrez, com padronagens diferentes, criam um efeito bem legal, também repetindo as cores coral e pink do ambiente.


As peças de design, de linhas retas e referências internacionais (da Home Design), dividem espaço com a renda e o barro da riqueza cultural sergipana. A mistura, inusitada e até pouco provável, garante a autenticidade do projeto. “Bom gosto para mim é ser autêntico”, destaca o profissional.

Dos dois lados, nos aparadores, um repolho roxo fazia parte dos objetos decorativos. Não sei se a intenção foi essa, mas já ouvi dizer que o legume nesta cor afasta mal-olhado. Uma maneira divertida de decorar. Outra boa sacada do ambiente é o biombo de espelhos. O jogo de reflexão, além de dar a sensação de amplitude, ainda suaviza o tom intenso das paredes. O biombo também funciona para esconder o pé da luminária, que vem lá de trás, causando um efeito bem moderno e, mais uma vez, inusitado.

Montagem: @marcinhapacheco com fotos de reprodução.
Fotos do ambiente: @marcinhapacheco
Texto: @marcinhapacheco
(com informações da Lotti e Caldas Comunicação)

PS.: Deu pra ver quantas vezes eu apareço no biombo de espelhos fazendo as fotos? Lembrei que fiz fotos desse look, posto já!!! :P


5 comentários:

  1. Não faria um décor assim... Com ctz iria cansar em 2 dias. kkk bjuss

    ResponderExcluir
  2. Tudo muito lindo. Bem moderno e sofisticado ao mesmo tempo. Adorei o detalhe dos porquinhos. São cofres, marcinha?

    ResponderExcluir
  3. Sou fã do trabalho de Wesley Lemos. Ficou linda essa sala de almoço. E bem a cara de Seu Jorge mesmo.
    Parabéns ao arquiteto. E a vc, pela Casa de Paetês que está cada vez melhor

    ResponderExcluir
  4. EU sou fãdo Wesley Lemos...estudei com os irmãos dele na época do fundamental...axo que ele nem lembra mais de mim...hahahaha!

    Adorei essa combinação bem laranja...eamo roxo, e o repolho deu um charme a meu ver...hehehe!


    Aliás, essamostra de decoração tá lindissima!

    beijocas
    @joicemara

    ResponderExcluir
  5. n faria uma decoração assim tb.. as cores são lindas, mas devem cansar demais... sei la... mas ficou bonito, sim.

    ResponderExcluir

Quero saber o que você achou deste post. Sua opinião é importante!