12 julho 2011

Casas de Neruda

Aproveitei o momento das festas juninas para fugir um pouco da fumaça das fogueiras e conhecer mais uma nova cultura. Como eu sempre digo: se você é Arquiteto e quer enriquecer o seu repertório e seu conhecimento, viaje, pois viajando a gente aprende muito.
Fui a Santiago, no Chile, e aproveitei para visitar duas das três casas do Pablo Neruda. Uma verdadeira viagem, diga-se de passagem, de barco, a um mundo de um gênio que fazia coleção de tudo. Amigo dos queridos Oscar Niemeyer, Vinicius de Morais e Jorge Amado, Neruda era um gênio e, como tal, vivia sempre a frente do seu tempo.



Neruda era uma criança no corpo de um adulto, todas as suas Casa tem uma estrutura semelhante a de um barco, inclusive o pé direito sempre baixinho e suas portas pequenas e estreitas.
A casa de Isla Negra fica ao sul de Valparaiso e se debruça sobre o Pacífico, um lugar de paz que Neruda soube aproveitar bastante. A semelhança com o barco internamente era inconfundível, mas algo que eu não sabia era que ele tinha medo do mar, apesar da sua paixão pelos oceanos. Neruda tinha um barco ancorado na terra, onde sentava-se e bebia e ali mesmo já se sentia a navegar pelos mares que tanto gostava.



Os sinos anunciavam a comunidade que ele havia chegado em casa.

Já Casa conhecida como “La Chascona” fica em Santiago no bairro da BellaVista. Foi construída para ser da sua amada e amante Matilde, com quem viveu até seus últimos dias de vida.



A casa é linda e cheia das suas coleções (infelizmente não é permitido fazer registro dentro da casa, apenas no jardins). A residência, assim como a de Isla Negra, é dividida por módulos, onde temos as Salas de Jantar, Estar e Cozinha. Logo mais acima, com acesso por uma pequena escada dentro de um armário com fundo falso, chegamos ao quarto do casal que tinha uma janela enorme com vista para Santiago.

Em um canto mais afastado em um outro módulo, temos o Bar (sim , ele adorava beber como todos os boêmios dessa época) e uma biblioteca que guarda todas as suas importantes condecorações e objetos pessoais.

Vale muito conhecer a história de Neruda e os seus poemas. Um verdadeiro artista imortalizado na arquitetura, pintura e na escrita.

Texto e fotos: @italo_leal

"...........
Viva hoje !
Arrisque hoje !
Faça hoje !
Não se deixe morrer lentamente !

NÃO SE ESQUEÇA DE SER FELIZ"
Feliz...Feliz... Arriscar à Fazer, para Viver Feliz !!!!



3 comentários:

  1. Emocionei-me com a beleza do lugar e a história, Ítalo.O primeiro contato que tive com a história de Neruda foi na faculdade, quando a professora de literatura pediu para assistirmos o antigo, mas não menos belo, O carteiro e o Poeta. História delicada e cheia de poesia. Obrigada por me fazer lembrar desse poeta maravilhoso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Tive a oportunidade de conhecer as casas de Neruda no ano passado, e ficava emocionada a cada cômodo que adentrava. Eu, que já sou completamente apaixonada pela sua obra, pude reviver um pouco da sua emocionante história naquelas casas. Confesso que a minha preferida é a de Isla Negra, acho que é pelo local tão mágico, aquela praia linda. A casa de Valparaiso também é incrível, um verdadeiro enigma arquitetônico, acho que vc ia gostar muito.
    Adorei ler sobre Neruda e o Chile, país encantador :)

    ResponderExcluir
  3. Ola Rejane, realmente Neruda é encantador e faz qualquer um viajar no seu mundo. Fiquei muito feliz em conhecer essas duas casas dele. Perfeitas e cheias de historias. Forte Abraço! @italo_leal

    ResponderExcluir

Quero saber o que você achou deste post. Sua opinião é importante!