01 maio 2011

Casamento, realeza e fascinators

O príncipe William era perfeito para mim quando eu tinha 15 anos. Que menina da minha geração (dos 20 e muitos) não sonhou em casar com aquele carinha lindo, de olhos azuis sorriso tímido e loiro – quando ele tinha cabelo o bastante, é claro?! Além de tudo isso, príncipe: o conto de fadas perfeito. Isso talvez explique um pouco o fascínio causado pelo Royal Wedding, realizado na manhã da última sexta-feira, que uniu o filho da Lady Di à agora Duquesa de Cambridge.
Eu sou uma apaixonada por casamentos, mas, confesso, não tive muita paciência com a avalanche de informações sobre o famigerado enlace matrimonial de William com Lady Kate. Ai, gente, que irônico Lady Kate, né?! Só lembro de Zorra Total e fico imaginando a agora duquesa de Cambridge tendo um daqueles flashbacks da personagem interpretada Katiuscia Canor no programa humorístico (meia boca) global. Com direito a cantarolar um pagodinho e tudo o mais...

William e Kate Middleton no dia do sim
Devaneios do Fantástico Mundo de Marcinha a parte, um acontecimento que é visto ao mesmo tempo por mais de 2 bilhões de espectadores não tem como passar despercebido por ninguém. E já que não deixou de ser percebido por ninguém, alguma coisa tem que ficar de todo esse episódio real, até para quem, como eu, não se preocupou em acordar às 6h da manhã para assistir à transmissão, mas assim que levantou, deu uma ligadinha na TV para ver se William tinha dito sim mesmo.
Durante a transmissão, vi pela GNT, os apresentadores se questionaram: Mas o que esse casamento real pode mudar nas nossas vidas para gerar toda esta expectativa? Mudar, mudar, não tem muita coisa não, mas, gente, pelo menos no que diz respeito à moda, que vai rolar uma movimentaçãozinha bem legal, isso vai viu!!!

Kate Middleton usou um lindo vestido de Sarah Burton, da marca britânicaAlexander McQueen. O vestido de noiva foi uma combinação perfeita de sensibilidade clássica e moderna. Bem longe do lendário vestido da Lady Di, que viveu o mesmo sonho da plebeia que casa-se com o príncipe – no entanto, tempos depois, viu o tal sonho se transformar em um grande pesadelo.
O vestido de Kate tinha um decote V e um corpete coberto de renda assim como as mangas. Os detalhes são feitos à mão pela Escola Real de Tricô, incluindo as flores de renda e tule de seda espalhadas por todo o vestido. O vestido também tinha uma cauda de mais de seis 2,7 metros de comprimento (Valeu, Mel). Tradicional. A comparação com o vestido de Grace Kelly foi inevitável, mas as semelhanças mesmo estão nas mangas de renda e na altura do véu, o vestido de GK era bem mais austero.
Para arrematar a composição, Kate usou a famigerada tiara de brilhantes Cartier emprestada da Rainha Mãe e optou por não pesar mais nos acessórios, usando um par de brincos delicados em forma de carvalho, feitos de diamante, presente de seus pais que pretende representar o brasão da família Middleton. No make, leveza na cor do batom, leve blush para corar as maçãs do rosto e olhos bem marcados com lápis preto por fora da linha d'água. Ela completou o visual com um elegante sapato marfim feito à mão de McQueen. Que eu não encontrei a foto em lugar nenhum!
_____________________________________________________________________________________
Quantas marcas de vestido de noiva não vão se inspirar nos traços de Sarah Burton, de Alexandre McQueen, para criar os vestidos da próxima coleção?
Quantas noivas não vão desejar loucamente ter um vestido igual ao da Duquesa? Se aquele bolo de noiva de Lady Di foi tão amado, desejado e copiado, imagina este lindíssimo, discreto e elegante de Catherine. E não só o vestido – a cor das unhas, os sapatos, o make e tudo o mais!

Carole Middleton, mãe da noiva; e princesa Maxima. Elegantes e sem vestido longo
Quantas madrinhas de casamentos que acontecem pelo dia no Brasil não vão se livrar das amarras dos vestidos longos e apostar nos vestidos mais curtos para arrasar nas cerimônias inspiradas nos looks das convidadas da cerimônia de William e Catherine? Se a mãe da noiva não estava de longo... Pódhi!

Victoria Beckham e Joss Stone

E, quem sabe, aqueles chapeuzinhos suuuuper charmosos e divertidos e aqueles fascinators (arranjos bem malucos e legais de cabelo utilizados por muitas convidadas) não viram modinha por aqui?



Chapéus e fascinators fantásticos, e também de gosto meio duvidoso, como os de Eugenie e Beatrice, princesinhas primas de William
No final das contas, deu pra ver que eu relutei, mas acabei me apaixonando por este casamento – sem dúvida, o mais visto e aguardado de toda a história.

Com informações e fotos de Chic, Modalogia, Marry Me e Veja
Texto e montagens: @marcinhapacheco

2 comentários:

  1. Ahazzou no post! O melhor sobre o Casamento!!

    Márcinha, vc é escândalo!

    Beeeijo

    http://salaodamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. (: O casamento é cheio de detalhes e significados, achei bonito principalmente por isso. O buquê da Kate (com flores representativas e de origem das plantações feitas pela Rainha Vitória), a aliança (que foi forjada com uma pepita de ouro da mina real),a tiara (não é qualquer uma que usa algo do acervo de jóias da familia real, Lady Di não pôde usar acredita?!), a maquiagem (achei o máximo ela mesma ter feito, sei que muita gente quer ficar linda nesse dia, mas valorizo a princesa preferir ser ela mesma..e estendeu isso também ao cabelo)...

    (: Ah, Marcinha, só um detalhe..a cauda do vestido tinha apenas 2,7 m. A modéstia é em respeito à crise financeira vivida na Inglaterra atualmente.

    Ótimo post e o blog cada vez mais lindo!
    Beijo

    ResponderExcluir

Quero saber o que você achou deste post. Sua opinião é importante!